Ir para o conte�do
Prospectar Clientes

Vendedores porta a porta: o que você precisa saber

Dicas, informações e muito mais!

Leitura: 8 min
413 visualizações

Os vendedores porta a porta são uma prática de comércio bastante antiga – mas que ainda tem seu espaço mesmo nos dias de hoje.

Esse tipo de negócio é ótimo para quem quer trabalhar de forma independente, ou que apenas deseja uma renda a mais no final do mês. Há diversos tipos de modalidades entre os vendedores porta a porta – eles vendem produtos cosméticos, planos de saúde, utensílios para o lar, roupas e entre outras coisas.

 

Tipos de vendedores porta a porta

Podemos observar até 5 tipos e modalidades de vendedores porta a porta – sendo que esses, muitas vezes, são adaptações conforme exigências do produto, fabricante etc. Confira mais a seguir:

Mostruário

Esse tipo de venda permite que o revendedor mostre os produtos aos seus clientes através de um mostruário – sendo assim, eles podem visualizar melhor e até mesmo experimentar, garantindo um conhecimento melhor do que estão adquirindo.

Catálogo

O catálogo é uma das melhores opções para quem quer aumentar a quantidade de suas vendas. É fácil entender essa modalidade, já que os produtos são mostrados por meio de um catálogo – basta escolher qual o produto de seu interesse para recebê-lo em casa.

Carro Boutique

Uma das modalidades mais atuais para os vendedores porta a porta, consiste em um automóvel que é transformado em uma lojinha ambulante, onde os produtos vão até a casa dos clientes interessados.

Produtos a pronta entrega

Prática e rápida, as mercadorias são entregues diretamente ao consumidor no ato de compra, evitando toda a espera de processos.

Reuniões de vendas

Esse é um método curioso, que consiste em reunir os clientes em um determinado local para apresentar os produtos. Os revendedores chamam de reuniões de vendas, e são agendadas por clientes que acabam chamando amigos e parentes – isso também envolve prêmios e presentes.

 

Quais as vantagens?

Flexibilidade na administração de tempo

Os vendedores porta a porta conseguem se organizar e montar a sua própria rotina de trabalho – de acordo com o que ele vende e qual modalidade ele opta por executar. Sendo assim, fica mais fácil se dedicar a outras atividades profissionais ou pessoais com mais calma.

Feedback imediato

Com a venda de porta em porta, o vendedor consegue um feedback instantâneo durante o seu atendimento. Outro fator importante, é que os clientes aproveitando para esclarecer dúvidas sobre os serviços ou produtos que pretendem adquirir.

Proximidade com o cliente

Quando vendemos de porta em porta, estamos muito mais próximos de nossos clientes, o que torna um ótimo benefício – já que se cria um relacionamento com ele.

Dessa forma, o vendedor que for atento, pode analisar os gestos e humor do cliente durante o atendimento – podendo usar isso a seu favor, de modo a persuadir. Mas cuidado! É preciso ter postura.

 

E as desvantagens?

Como nem tudo são flores, há sempre aquelas pequenas desvantagens. Confira algumas a seguir:

Trânsito

Apesar de permitir que o cliente tenha um horário flexível, isso não aumenta o nível de produtividade – isso porque o vendedor acaba perdendo um pouco de tempo no trânsito.

Além disso, as visitas podem ser um pouco cansativas, e no final do dia o vendedor não tem a disposição para a realização de outras atividades. Em longo prazo, as vendas diminuem por conta da perda de produtividade.

Resultados

Vender porta a porta tem um grande ponto negativo: a difícil mensuração e avaliação dos resultados. Um exemplo bom para explicar isso, é do vendedor que usa a estratégia de panfletagem – pois, no final do dia, ele não consegue saber quantas pessoas se interessaram pela oferta empregada.

O resultado disso é que o vendedor pode continuar investindo em uma técnica ou abordagem que não gera nenhum retorno significativo.

Custos elevados

Apesar de não ter um investimento inicial, os custos podem ser altos em longo prazo. Isso por conta de o vendedor gastar muito dinheiro com o deslocamento para ir até seu cliente. Se trabalhar com panfletagem, temos que incluir os gastos com esse tipo de investimento.

 

Dicas importantes para ser um excelente vendedor porta a porta

Separamos algumas dicas que podem fazer uma grande diferença para você que deseja se tornar um vendedor excelente naquilo que faz. Confira mais a seguir:

Sem perca de tempo

Uma das coisas que você precisa estar ciente, é que muitas pessoas vão lhe rejeitar. E não serão poucas vezes. Entretanto, há muitas pessoas que são educadas demais, e acabam permitindo que você faça seu discurso, mesmo sem nenhum interesse de compra.

Para um vendedor de porta em porta, o tempo é um recurso valioso. Sendo assim, não desperdice seu tempo com pessoas que vão chegar a um “não” no final de seu discurso.

Para isso, faça com que a pessoa se sinta confortável em dizer não. Ou seja, converse com seu potencial cliente, mas antes de oferecer uma demonstração do que está vendendo, experimente dizer “Entendo quais são seus problemas e quero ajudá-lo. Vou lhe mostrar o que tenho aqui e você me diz se é algo que pode ajudá-lo ou não”.

Com isso, a probabilidade de o cliente dizer não por educação são baixas. E outro benefício é que ele estará mais disposto a dar uma olhada séria para seu produto.

Opte pelas tecnologias

A tecnologia pode ser uma grande aliada na hora de vender. Tente criar um grupo de conversação em aplicativos – assim você cria um canal para apresentar seus produtos e ainda se comunicar com seus clientes.

Entretanto, lembre-se de usar esse tipo de aplicativo com moderação, pois ninguém gosta de um vendedor que irrita seu cliente.

Não tente convencer

Essa é uma dica essencial. Se você entra no ramo de vendas, pensando que precisa fazer as pessoas comprarem o que está oferecendo, não dará certo. É bom lembrar que a pressão não funciona com cliente.

Seu principal objetivo é conhecer as pessoas – e deixar que elas te conheçam também, para ganhar confiança. É preciso entender os clientes, e se concentrar neles em primeiro lugar. Depois disso, você pode pensar no produto e oferecer o que pode ajudá-los.

Entenda o seu produto

Antes de sair para encontrar seu cliente, estude todas as características do produto ou serviço que está oferecendo. Afinal, ninguém gosta de um vendedor que não sabe o que está vendendo.

Quanto mais argumentos e informações você tiver durante a sua conversa de negociação, maiores serão as chances de vender!

Abordagem correta

Nunca ofereça seu produto para todo mundo. É preciso entender seus prospects, pois assim você consegue oferecer seu produto como e fosse algo exclusivo.

Mas o mais primordial de tudo: nem todo mundo está interessado!

Saber como abordar, reconhecer o cliente em potencial é fundamental. Tente estudar melhor o perfil das pessoas que você pretende atacar antes de sair fazendo isso com todo mundo.

 

 

 

 

Recomendado para você:

Postagens mais vistas:

Faça um orçamento: